Pesquisar
Close this search box.

Quais frutas gatos podem comer?

Quais frutas gatos podem comer?

Os gatos, tradicionalmente, são carnívoros. No entanto, muitos deles demonstram curiosidade por frutas. Mas, será que todas são seguras para eles? A resposta é: não. Então, quais frutas gatos podem comer?  Para responder, segue uma lista de frutas que podem ser oferecidas e outras que devem ser evitadas.

Frutas permitidas:

  • Maçã: rica em fibras e vitamina C, pode ser dada ao gato, desde que removidas as sementes. As sementes contêm cianeto, prejudicial para os felinos.
  • Banana: boa fonte de potássio. No entanto, deve ser oferecida com moderação e sem a casca.
  • Melancia: hidratante e refrescante, a melancia é segura. Entretanto, retire as sementes antes de oferecê-la.
  • Melão: assim como a melancia, oferece hidratação. Mas, deve-se oferecer sem sementes.
  • Morango: pode ser dado com moderação. É uma boa fonte de fibras e antioxidantes.

Frutas a evitar:

  • Uvas: tanto uvas como passas são tóxicas para os gatos. Podem causar insuficiência renal.
  • Cereja: fruta rica em ácido salicílico, altamente tóxico para os bichanos, causando vômitos, depressão, aumento da temperatura do corpo e da frequência respiratória.
  • Carambola: contém substâncias como caramboxina e o oxalato, que são componentes tóxicos e causam alterações gastrointestinais e hipoglicemia nos bichanos.
  • Cítricos: laranjas, limões e similares contêm óleos essenciais que podem causar irritação no sistema digestivo do gato.
  • Abacate: contém uma substância chamada persina, tóxica para gatos.

Por que alguns gatos gostam de frutas?

É uma pergunta intrigante. Afinal, gatos são carnívoros por natureza. Mas, a evolução e a domesticação podem ter influenciado. Em casa, eles observam os humanos consumindo variados alimentos, incluindo frutas. Assim, a curiosidade pode despertar. Além disso, algumas frutas, como melão, têm alto teor de água, o que pode atrair gatos que buscam hidratação.

Os benefícios das frutas para gatos:

Embora as frutas não sejam essenciais na dieta dos gatos, algumas delas oferecem benefícios. Por exemplo, fibras podem auxiliar no trato digestivo. Antioxidantes podem combater radicais livres. Vitaminas e minerais podem complementar a dieta.

Contudo, a moderação é fundamental. Uma quantidade excessiva de qualquer alimento, incluindo frutas, pode causar problemas de saúde. O ideal é que, tal qual um petisco, sua ingestão não deva superar 10% das calorias que seu gato pode absorver por dia.

Como introduzir frutas na dieta de seu gato:

Primeiro, escolha uma das frutas seguras. Em seguida, ofereça uma pequena quantidade. Observe a reação do seu gato. Ele pode não mostrar interesse, e tudo bem. Caso ele goste, ainda assim, mantenha a moderação. As frutas devem ser um petisco ocasional, e não uma refeição regular.

Além disso, é importante lembrar de lavar bem as frutas. Assim, você elimina resíduos de pesticidas. Preferencialmente, opte por frutas orgânicas.

Conclusão:

A curiosidade dos gatos pelas frutas pode ser uma oportunidade de diversificar seu petisco ocasional. No entanto, é crucial conhecer quais frutas gatos podem comer e aquelas que devem ser evitadas. Sempre opte pela moderação e priorize a saúde e bem-estar do seu felino. Afinal, ele é um membro precioso da família. E, como sempre, ao introduzir qualquer novo alimento na dieta do seu gato, observe-o de perto para garantir que não haja reações adversas. E lembre-se, em caso de dúvida, consulte um veterinário.

Você também pode gostar de:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.